sexta-feira, 24 de setembro de 2010

kaputt

já me quebrei em mil caquinhos, pequeninos...

já me colei todas as vezes, eu sei...

mas sempre uns caquinhos se perderam no caminho...

e eu com eles, um pouquinho...

2 comentários:

RICARDO disse...

Lindos os seus dois poemas, carregados de uma deliciosa ingenuidade, como se os machucados da vida ainda não tivessem te ferido a fundo...
Estou lendo aos poucos, para absorver e te entender.
Beijo do amigo paulista,
Ricardo
aguieiras2002@yahoo.com.br

Bianca Mendonça disse...

Teu blog é demais ! Lindo, intenso, vivo e gritante como nossos demônios. Adora dar voz aos demônios, à insanidade ao aperto que nos vem em palavras.
Parabéns pelo trabalho!
Bia
http://dance-in-process.blogspot.com/