segunda-feira, 28 de abril de 2008

boderline

sim, tenho personalidade boderline:
1 - tenho acesso de raiva e ira com pessoas que amo, por coisas banais...
2 - valorizo mais o fútil do que o durável e amável...
3 - sinto um imenso medo de ficar sozinho (doce ilusão... esse eu não vejo muito...)

sim, estou sempre quicando entre os lados da loucura... estou entre as coisas...
e, cada um querido boderline, tem seu grau de viagem...
dizem que são coisas que acontecem geralmente quando se é feto...
comigo aconteceu... aos 7 meses...
(quer saber? me pergunta!)

isso.
é um transtorno de personalidade.
vc nunca percebeu isso em mim?
é tão evidente...

mais uma doencinha pra minha coleção da auto imagem queer...

relações caóticas? atitudes extremas e opostas (8 ou 80)? desregulação emocional?
inconstância de humor, comportamento e identidade?

dizem que pode acontecer por causa de: traumas, predisposição genética ou disfunção no metabolismo cerebral.

limite entre a neurose e a psicose.

impulsividade. mesmo consciente de algo, age impulsivamente.

no wikipédia tem:

Os critérios são:
1. Esforços frenéticos para evitar um abandono real ou imaginado.
2. Um padrão de relacionamentos interpessoais instáveis e intensos, caracterizado pela alternância entre extremos de idealização e desvalorização.
3. Perturbação da identidade: instabilidade acentuada e resistente da auto-imagem ou do sentimento de self (si mesmo).
4. Impulsividade em pelo menos duas áreas potencialmente prejudiciais à própria pessoa (por ex., gastos financeiros, sexo, abuso de substâncias, direção imprudente, comer compulsivamente).
5. Recorrência de comportamentos, gestos ou ameaças suicidas ou de comportamento automutilante.
6. Instabilidade afetiva devido a uma acentuada reatividade do humor (por ex, episódios de intensa disforia, irritabilidade ou ansiedade geralmente durando algumas horas e raramente mais de alguns dias).
7. Sentimentos crônicos de vazio.
8. Raiva inadequada e intensa ou dificuldade em controlar a raiva (por ex, demonstrações freqüentes de irritação, raiva constante, lutas corporais recorrentes).
9. Ideação paranóide transitória e relacionada ao estresse ou severos sintomas dissociativos (por ex, a despersonalização e processos amnésicos intensos).

quem reconhece esses quadros em mim?

arassou!
pra finalizar, isso aí é uma condição psicosocial...

bem, vai entender, né?
se fosse tão simples lidar com isso como quem observa e escreve um texto, seria muito bom.
ou se apenas a consciência de estar assim mudasse algo, seria bacana tb.
mas não é.
o dia a dia, rapá, é foda!!
mas dá pra viver numa boa.
consigo fazer tudo normal.
só meu tempo que é outro...
e a impulsividade, quando age... sai da frente... rs
de qualquer forma, vc já sabe: SE JOGA!!!

Um comentário:

Felipe disse...

Olha, Pedrão, acho que é o mundo que está borderline, visse? Vejo sanidade na sua capacidade de se ver e administrar a sombra, coisa rara na grande maioria dos habitantes do planeta - não porque não querem, mas porque não creem que possam.